Corrupção no condomínio o que fazer?

Em primeiro lugar, você morador (proprietário ou não), acompanhe de perto as contas do condomínio, vá as assembleias, questione, inquira, tire dúvidas quanto a parte financeira, peça sempre no mínimo de três orçamentos para que possa ser comparado valores, condições de pagamento e qualidade.

Outra medida altamente salutar para inibir a falcatrua é a contratação de uma empresa de auditoria para verificar as pastas de prestação de contas de cada mês, antes de serem enviadas ao conselho para assinatura, isso dá maior segurança ao conselho e reveste o condomínio da tranquilidade necessária quanto ao recolhimento de suas obrigações e pagamentos, saiba que o investimento para isso é bem menor do que se imagina.

Sugerimos ainda que na hora da votação, em assembleia, para aprovação das contas, por razões óbvias, síndico, subsíndico e conselho abstenham-se do voto. Isso não está na lei, mas, trata-se de uma coisa chamada ÉTICA que, apesar de ser desconhecida de muita gente, ainda existe e é bem valorizada!

Havendo a desconfiança de que existe algo irregular solicite ao sindico os balancetes e a pasta de orçamentos para certificar-se de que as empresas realmente existam e se necessário entre em contato para verificar a veracidade das informações. Se a apuração preliminar demonstrar isso de forma segura, peçam os condôminos uma assembleia para ser debatida democrática e respeitosamente. Nada de acusações infundadas, apenas o levantamento concreto da dúvida, pautada em números e/ou documentos, declarações ou testemunho.

Desta forma , a equipe diretiva pode se explicar, sendo o caso, acatar o afastamento momentâneo por 90 (noventa) dias, até que se apure com exatidão a questão posta, assumindo o condomínio uma terceira pessoa, eleita em assembleia, em conformidade com o §1º do artigo 1.348 do Código Civil: “Poderá a assembleia investir outra pessoa, em lugar do síndico, em poderes de representação.”

Por fim, quando receber o seu boleto para pagamento da cota condominial todos os meses, leia o demonstrativo que consta dele das despesas pagas e acompanhe de perto e, havendo dúvida, busque esclarecimento. Hoje existem ferramentas que ajudam os condôminos a fiscalizar todas as principais despesas e como é feito os orçamentos,  esse tipo de conduta inibirá o mal-intencionado e com isso a boa gestão condominial!

Corrupção se combate com FISCALIZAÇÃO!

 

Fábio Alexson

Gerente Predial