Portaria, Limpeza e Zeladoria, Não se misturam!

Tendo em vista a grande oferta de empresas terceirizadas nas áreas de Portaria, limpeza e zeladoria, surge a grande pergunta: Uma única empresa consegue excelência nas três categorias?

Portaria;

De acordo com a CBO (Classificação Brasileira de Ocupações) 5174-10, “Os porteiros zelam pela guarda do patrimônio e exercem a vigilância de fábricas, armazéns, residências, estacionamentos, edifícios públicos, privados e outros estabelecimentos, percorrendo-os sistematicamente e inspecionando suas dependências para evitar incêndios, roubos, entrada de pessoas estranhas e outras anormalidades; controla o fluxo de pessoas, identificando, orientando e encaminhando-as para os lugares desejados; recebem hóspedes em hotéis; escoltam pessoas e mercadorias; fazem manutenções simples nos locais de trabalho.”

Nota-se que, a CBO trata da função de porteiro de forma bem complexa e abrangente, tornado o trabalho deste profissional imprescindível nas dependências dos condomínios ou empresas onde atuam.  Isso sem contar que cada condomínio e ou empresa tem seu próprio regimento, criando procedimentos heterogêneos.

Limpeza e Auxiliar de serviços gerais;

A CBO 5143-20 diz: “Executam serviços de manutenção elétrica, mecânica, hidráulica, carpintaria e alvenaria, substituindo, trocando, limpando, reparando e instalando peças, componentes e equipamentos, conservam vidros e fachadas, limpam recintos e acessórios e tratam de piscinas. Trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e proteção ao meio ambiente”.

Neste caso começa o conflito: ao profissional que atua na limpeza não é exigido qualificação para manutenções específicas que carregam grandes responsabilidades,  pois fornecimento de água, luz e gás, são essenciais  ao bom funcionamento do condomínio e ou empresa que trabalham, e em tese é de responsabilidade do Zelador.

Zeladoria;

E a CBO 5141-20 os “Zeladores zelam pela segurança das pessoas e do patrimônio de edifícios de apartamentos, edifícios comerciais, igrejas e outros. Atendem e controlam a movimentação de pessoas e veículos no estacionamento; recebem objetos, mercadorias, materiais, equipamentos; conduzem o elevador, realizam pequenos reparos…”

Neste caso o Zelador se confunde com o Porteiro; surge aí a dificuldade de se classificar e controlar as funções de cada profissional, pois Porteiro e Zelador têm funções distintas.

Com formação em gestão de Segurança Privada e experiência de 28 anos no ramo de serviços terceirizados, vejo que a necessidade de segmentar as funções de cada categoria vai tornar mais profissional e eficiente os referidos serviços. Hoje o mercado  não aceita mais amadores, pois cada função tende a se especializar, por exemplo:

O Porteiro não é mais o “Cara-Crachá”, ele deve ter conhecimento de informática, CFTV, Código Civil, Boas Maneiras, e fácil relacionamento interpessoal;

O Auxiliar de Limpeza deve ter conhecimento de manipulação de produtos, remoção e aplicação de cera e derivados, conceitos de segurança com produtos químicos, controle e logística de estoque e correto descarte de produtos e embalagens;

O Zelador  deve ter total conhecimento das dependências do condomínio ou empresa manter as manutenções preventivas, corretivas e preditivas , leitura de projetos , conhecimento de paisagismo, manutenção de piscinas, informática, orçamentos, acompanhamento de empresas terceirizadas, entre outros .

Veja que, sem  a adequada supervisão para cada área e treinamento específico, não se consegue chegar à referida excelência. Será que a contratação de uma empresa de portaria, outra de Limpeza e uma terceira de Zeladoria, não trariam melhores benefícios ou especialização das funções?

Especialização é a chave para a excelência!

Corrupção no condomínio o que fazer?

Em primeiro lugar, você morador (proprietário ou não), acompanhe de perto as contas do condomínio, vá as assembleias, questione, inquira, tire dúvidas quanto a parte financeira, peça sempre no mínimo de três orçamentos para que possa ser comparado valores, condições de pagamento e qualidade.

Outra medida altamente salutar para inibir a falcatrua é a contratação de uma empresa de auditoria para verificar as pastas de prestação de contas de cada mês, antes de serem enviadas ao conselho para assinatura, isso dá maior segurança ao conselho e reveste o condomínio da tranquilidade necessária quanto ao recolhimento de suas obrigações e pagamentos, saiba que o investimento para isso é bem menor do que se imagina.

Sugerimos ainda que na hora da votação, em assembleia, para aprovação das contas, por razões óbvias, síndico, subsíndico e conselho abstenham-se do voto. Isso não está na lei, mas, trata-se de uma coisa chamada ÉTICA que, apesar de ser desconhecida de muita gente, ainda existe e é bem valorizada!

Havendo a desconfiança de que existe algo irregular solicite ao sindico os balancetes e a pasta de orçamentos para certificar-se de que as empresas realmente existam e se necessário entre em contato para verificar a veracidade das informações. Se a apuração preliminar demonstrar isso de forma segura, peçam os condôminos uma assembleia para ser debatida democrática e respeitosamente. Nada de acusações infundadas, apenas o levantamento concreto da dúvida, pautada em números e/ou documentos, declarações ou testemunho.

Desta forma , a equipe diretiva pode se explicar, sendo o caso, acatar o afastamento momentâneo por 90 (noventa) dias, até que se apure com exatidão a questão posta, assumindo o condomínio uma terceira pessoa, eleita em assembleia, em conformidade com o §1º do artigo 1.348 do Código Civil: “Poderá a assembleia investir outra pessoa, em lugar do síndico, em poderes de representação.”

Por fim, quando receber o seu boleto para pagamento da cota condominial todos os meses, leia o demonstrativo que consta dele das despesas pagas e acompanhe de perto e, havendo dúvida, busque esclarecimento. Hoje existem ferramentas que ajudam os condôminos a fiscalizar todas as principais despesas e como é feito os orçamentos,  esse tipo de conduta inibirá o mal-intencionado e com isso a boa gestão condominial!

Corrupção se combate com FISCALIZAÇÃO!

 

Fábio Alexson

Gerente Predial